quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Geleia de pitanga

No Quitandas de Minas, o livro, não entrou a receita da geleia de pitanga que faço sem receita, desde pequena. Minha história com essa frutinha me é tão pragmática que quando organizei o livro ela escapou. Caprichos da vida.


Vou te contar aqui como eu fazia, e ainda faço, sempre que pego uma pitangueira cheia das vermelhas.
A pitangueira (

-->Eugenia uniflora L) é uma árvore interessante: primeiro se enche de flores branquinhas e fica toda exibida às abelhas e pequenos insetos, sem parar de soltar flores, começa a fazer crescer as frutas, que ficam verdes, depois vão se tornando vermelhas e mais vermelhas. Nesse ponto é que é bom de apanhar. Simultaneamente a pitangueira vai soltando outras flores, fazendo crescer outros frutos verdinhos e amadurecendo as frutas. E ai é que está o perigo: pra comer, ou fazer geleia só valem as vermelhinhas, bem vermelhas. Se mistura as verdes a geleia amarga.E para apanhar só as vermelhinhas, ai ai ai não é fácil não, principalmente quando a pitangueira é alta, já velha. A gente tem que subir num muro, em cima do telhado, se equilibrar lá nas grimpas...

Mas compensa! O pouquinho de geleia que dá traz a infância de volta e isso não tem preço!

Eu fazia a geleia assim:
- Primeiro lavava toda a pitanga colhida,
- Depois colocava numa panela, com um pouco de água (bem pouco) levava ao fogo e deixava ferver.
- Com a colher, sem mexer muito, ia devagar tirando a poupa do caroço. Isso tem que ser feito com delicadeza, senão a geleia fica amarga também. É um segredo que tive que ensinar para a minha mãe. ;-p)
- Depois disso, passa numa peneira para tirar todo o caroço (e eventualmente algum bicho de pitanga que ficou).
- Ai, mede o que apurou e coloca em outra vasilha para ir ao fogo novamente com metade da medida apurada de açúcar (sempre usei o cristal).
- Acrescente caldo de limão, proporcionalmente (isso sempre fiz "no olho")
- Deixa ferver até chegar o ponto de geleia.
- Depois é colocar num vidro esterilizado, ou comer tudo ali mesmo, na torrada, com pão, se for pouquinho ou se você for muito gulosa, como eu fazia.

Raramente dava para mais de um dia essa geleia de pitanga!

18 comentários:

  1. - Ei, tudo bem?
    Na casa de minha mãe tem uma pequenina pitangueira mas que já dá muitas pitangas deliciosas. Nunca fiz essa geléia,mas já peguei a receita e farei nesse fim de semana. Beijos, adorei!
    Marília

    ResponderExcluir
  2. Rosaly, na casa da minha existe uma pequenina pitangueira que ela e eu plantamos algum tempo atrás. Apesar de pequena ainda, ela vive carregada de pitangas. Não conhecia essa receita de geléia, mas farei nesse fim de semana juntamente com minha mãe. ADOREI!!! Muito lindo de verdade. Beijos, Marília Utsch

    ResponderExcluir
  3. Nossa Rosaly...que saudade de comer pitangas...Coisa que na minha infância fazia muito pois tinha um pé na casa de uma vizinha da minha avó...
    E que geléia...

    Amei
    bjim
    Jana
    http://janainamechi.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Rosaly, fiz sua receita de geléia e ficou ESPETACULAR! Minha mãe eirmãs adoraram. Todo mundo pegou a receita. rs rs rs Viu, estamos espalhando. Tadinha da pequena pitangueira terá que frutificar muito para atender a essas mulheres doceiras e gulosas.
    Abraços, Marília Utsch

    ResponderExcluir
  5. É só você mantê-la sempre molhada. Essa pintangueira ai da foto dá o ano inteiro! bjs

    ResponderExcluir
  6. eu e minha filha colhemos de nossa pitangueira hoje, uma boa quantidade. ela sugeriu uma geléia de pitanga. começei acertando em cozinhá-la, agora estou passando na peneira. como nunca havia feito, resolvi procurar na internet, quando achei este site. estou feliz pois estou no ccaminho certo. obrigada pela receita e dicas.

    ResponderExcluir
  7. Oi Rosaly, bem simples sua receita, mas sem muitas medidas. Também faço umas coisas de cabeça e sempre fica muito bom. Hoje, 01/10 já colhi uns 3 quilos de pitanga, em casa mesmo, e o fiz uma por uma sem machucar as frutas. agora a pretenção é fazer uma geleia. também faço geleia de araçaúna, da familia da goiaba, carambola e jabuticaba, frutas colhidad no quintal em Brasília. Pitangaserá a primeira vez, vejamos o que acontence. Abraços, Thiby.

    ResponderExcluir
  8. Oi, tenho 2 panelas de pitangas bem mafduras. Já fiz sucos e congelei. Sobrou muitas vou tentar fazer esta geleia. Obrigada oneida

    ResponderExcluir
  9. Na minha casa tem pé de pitanga que está carregado ai lembrei que minha mãe fazia geleia e licor, mas infelizmente ela não está mais, ela fazia sem receita, mas com essa receita vou fazer. depois eu conto como ficou.

    ResponderExcluir
  10. Judite Almeida01 abril, 2012

    Eu sou Judite Almeida, de Santana do Livramento RS. Também comi mta pitanga quando pequena, passou o tempo mas o gostinho da pitanga ficou na minha lembraça,tbm o sabor!!! Hoje, moro em uma casa que tem uma pitangueira já mto antiga, este ano deu mta pitanga. Sabem o que faço para fazer uma boa quantia de geléia? Vou colhendo todos os dias um pouco e vou guardando na geladeira até conseguir uma boa quantia de pitangas. Depois lavo bem, coloco em uma panela com pouca água e deixo ferver até soltar o caroço, passo em uma peneira, vou esfregando com suavidade até ficar somente o caroço. Após, coloco mais água, conforme a quantidade de pitanga, devo ter colhido uns 6kg de pitanga, então devo colocar um pouco mais de água, aproximadamente oito litros de água, 3kg de açúcar (+-). Faço todos os anos, dura mais de um ano sem estragar e fica uma delícia!!!!! Vou separar um pouco do suco para fazer um licor!!!

    ResponderExcluir
  11. Fico preocupado com os bichinhos da fruta?

    ResponderExcluir
  12. Oi Roberto,
    Já ouviu o comentário que bicho da fruta, fruta é? Outra:que estão criando baratas, e outros bichinhos para alimento humano? Outra: que esses bichos são ricos em proteína. para terminar: que no Brasil se comiam tanajuras, faziam farofa de iça?
    Então, não se preocupe. Elas não interferem no gosto da geleia que é maravilhosa!

    ResponderExcluir
  13. adrei essa receita, so que o limão eu dispenso pis eu ja fiz geleia de pitanga e sempre fica bem azedinha, achei legal a ideia de cozinhar pra separar poupa de caroço, eu sempre tirei a poupa do coroço tirando uma auma e plantando as sementes, mais a sua ideia e bem pratica.... obrigada Nilza de BRASILIA

    ResponderExcluir
  14. boa tarde! meu nome é Alina Tolotti, e faço poesia , vi seu blog e me senti inspirada!! eu tenho muitas pitangueiras em casa e vou fazer a geleia com certeza! quero deixar minha poesia pra vc ok!!?? bjuss

    FESTA NA PITANGUEIRA!!

    NOS GALHOS DA PITANGUEIRA,
    MUITOS "SEGREDOS DE NINHO" HÁ!!
    SÁBIA, BEM TE VI, PARDALZINHO,
    BOMBA-ROLA...
    TODOS OS PASSARINHOS
    CONVIVEM MUITO BEM POR LÁ!!
    TEM TAMBEM O FURÃOZINHO
    QUE PRA ABELHA ABRE CAMINHO,
    FURANDO AS UVAS DA PARREIRA
    PARA DONA ABELHA SUGAR!!
    E TODOS OS PASSARINHOS,
    SEUS FILHOTES ALIMENTAR!!
    SÓ FALTA ALI O JOÃO DE BARRO
    QUE PREFERE SER SÓZINHO
    E SOLITÁRIO SEGUIR
    SUA CINA DE SOFRER POR AMAR...
    PARECE UM POETA ESTE PASSARINHO...
    TODOS ELES SEM "EIRA NEM BEIRA"
    FAZEM FESTA NOS GALHOS DA PITANGUEIRA!!
    E ME ALEGRAM COM SEU CANTAR
    POR UMA VIDA INTEIRA...

    Alina Tolotti (NINA)

    Abraços da Gaucha NINA!

    ResponderExcluir
  15. Adorei Alina. Estou indo pra Feira de POA esse ano. Abraços,

    ResponderExcluir
  16. Nossa! colhi muita pitanga na casa de minha irmã e tentei fazer geleia. Só que ficou com um gostinho meio amargo, e eu só coloquei as maduras. O que pode ter acontecido?
    Quanto aos bichinhos, fiquei meio assustada, nunca tinha tentado fazer geleia, sempre comi a fruta fresca, então quase joguei fora a polpa, mas aí resolvi retirar os bichinhos... fico tão aliviada agora de não ter feito a coisa errada...rsrsr

    ResponderExcluir
  17. Olá Anônimo, o gosto amargo é porque vc deve ter mexido mais que devia. Tem que colocar as pitangas e deixar cozinhar, mexendo quase nada. Quanto aos bichinhos, já fiz um comentário acima... "bicho do goiaba, goiaba é"... bjs

    ResponderExcluir

palpite, comente, deixe sua receita, conte sua história: